Você está aqui: Página Inicial Notícias Projeto busca fortalecer autoestima e transformar vida de adolescentes e jovens mães

Projeto busca fortalecer autoestima e transformar vida de adolescentes e jovens mães

18/06/2013

Depois de se tornar mãe aos 21 anos e viver na pele o desafio de trabalhar e criar o filho sozinha, a arte-educadora Thábata Lorena, percebeu que por trás de comportamentos difíceis e baixa autoestima de seus alunos/as havia uma história de família desestruturada ou despreparada. Pensando nisso, surgiu a ideia de trabalhar diretamente com as mães, pois sabe que são elas as primeiras educadoras e a base fundamental para a educação dos/as filhos/as.

E foi com o objetivo de poder transformar a realidade vivida por jovens mães e o reflexo na vida dos/as filhos/as, que Thábata criou o projeto "Mães meninas do Sol Nascente”, que foi classificado no início deste ano, como uma das iniciativas do Programa Jovens de Expressão, na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal (Brasil).

A proposta é fortalecer a autoestima das jovens e adolescentes que já são mães e também das que ainda não são, para mudar a repetição do ciclo de gravidez na adolescência, tão comum em periferias do mundo inteiro. Para isso, Thábata promove, todas as semanas em uma escola do bairro, rodas de conversa para cada uma falar sobre suas experiências.

Nos encontros, as participantes que têm entre 16 e 29 anos, também interagem em dinâmicas, cantam, dançam, falam sobre drogas, família e outras temáticas tão ligadas ao universo da juventude. Elas também contam com acompanhamento psicológico e terão, em breve, um curso de defesa para a mulher.

De acordo com Thábata, no mês de maio as participantes fizerem kits para as mães e filhos, e a partir disso, pensam em fazer artesanato para vender. Para isso, terão aulas de produção e venda para estimular o trabalho. "A ideia é associar as mães com o trabalho, pois elas ficam restritas na criação do filho. Então, essa iniciativa é um estímulo para a independência”, enfatizou.

Além disso, Thábata ressaltou que já conseguiu parceria com advogados/as para prestar apoio jurídico às participantes, para elas saberem como tratar e resolver questões de pensão alimentícia, por exemplo. Para o mês de agosto, informou, está previsto um acompanhamento para orientação sexual e reprodutiva com distribuição de preservativos.

A mentora da iniciativa explicou que seu projeto é permeado por oito módulos baseados em cartilhas do Ministério da Saúde, que abordam temáticas sobre gênero, violência, homossexualidade, raça e etnia, álcool e outras drogas, entre outros. Segundo Thábata, a ideia é que as participantes se tornem multiplicadoras sociais e repassem as mensagens para outras pessoas em suas famílias e comunidades.

Apesar dos poucos meses de execução do "Mães meninas do Sol Nascente”, Thábata disse que está em processo de avaliação, mas pode afirmar que a experiência tem sido "bem positiva”. Ela destacou as relações com organismos internacionais e a importância de receber esse apoio do "pessoal do UNODC [Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime]”.

Programa Jovem de Expressão

Existente desde 2007, o programa Jovem de Expressão surgiu para combater e reduzir a mortalidade juvenil decorrente da violência e promover o protagonismo de jovens. Para isso, a iniciativa escolheu duas regiões de alta vulnerabilidade social na capital federal, Ceilândia e Sobradinho II, para realizar projetos através de Agentes de Expressão como Thábata, em áreas de interesse dos/as jovens como hip-hop, skate, artes locais, proteção da saúde, entre outras. A ideia é expandir o programa, realizado pela Caixa Seguros, em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA-DF), Grupo Cultural AZULIM, Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e Fundo das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), para outras cidades.

Para mais informações sobre o programa "Jovem de Expressão”: www.facebook.com/jovemdeexpressao ou pelos telefones: (61) 3485-3912 e (61) 3372-0957.

Fonte: Adital

comments powered by Disqus