Você está aqui: Página Inicial Notícias Programa CESE dá apoio a projetos para jovens que combatam violência

Programa CESE dá apoio a projetos para jovens que combatam violência

27/05/2011
As estatísticas revelam que os jovens – sobretudo homens e negros de 15 a 24 anos – são as principais vítimas da violência.

Segundo o Estudo Mapa da Violência 2011, do Ministério da Justiça, somente no ano de 2008 aconteceram 18.321 homicídios em jovens, representando uma média de 52 homicídios a cada 100 mil jovens brasileiros. Em 1998 foram 15.284 óbitos de jovens por assassinato e essa média foi crescendo. Em uma projeção rápida, seguindo as mesmas médias, entre 2011 e 2013 serão mais de 60 mil jovens assassinados.

É essa realidade de violência que a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE) quer ajudar a combater, apoiando a promoção de políticas públicas voltadas para a juventude, por meio do projeto “Mobilizando Recursos Locais”, criado em abril de 2011. A iniciativa faz parte do Programa CESE Ação para Crianças, que trabalha com a metodologia da “Dupla Participação”, dobrando recursos levantados pela própria instituição proponente do projeto, ou seja, se a organização proponente fizer uma ação local de mobilização de recursos e arrecadar R$ 1.000 a CESE dobra o valor, cedendo outros R$ 1.000 para serem aplicados em um projeto social.

Inscrições

Para se candidatar ao apoio da CESE, a instituição ou grupo de voluntários deve enviar seu projeto social até o dia 30 de maio, pela internet -- o formulário e as orientações estão disponíveis no site www.cese.org.br.

Na proposta enviada, o proponente deve descrever uma proposta de mobilização de recursos junto à comunidade, como bingos beneficentes, rifas, bazares, jantares. O valor máximo por projeto será de R$ 8 mil, sendo R$ 4 mil previstos para serem levantados pelo grupo e R$ 4 mil da CESE.

Prioridades

As áreas prioritárias para apoio da CESE são: combate à violência, geração de renda, preservação ambiental, educação, cultura, lazer, saúde, segurança alimentar e nutricional, acesso à água, habitação e meio ambiente.

Histórico de atuação

Desde a sua fundação, em 1973, a CESE já beneficiou mais de 9 milhões de pessoas em 10 mil iniciativas apoiadas.

O foco na juventude tem se consolidado na instituição a partir da leitura das estatísticas que revelam ser os jovens – sobretudo homens e negros – as principais vítimas da violência.

Para Rosana Fernandes, assessora de projetos da CESE, os movimentos de juventude têm apoio do governo federal para algumas políticas públicas, mas não para todas. Entre as políticas desenvolvidas pelos governos Rosana destaca a consolidação das políticas de cotas para estudantes negros e indígenas egressos das redes públicas de ensino, o Programa Universidade para Todos (Prouni) que oferece bolsas de estudos em escolas particulares de nível superior.

“Na contramão dessas políticas inclusivas, há o aumento da violência urbana dada a baixa capacidade do governo em se contrapor ao crime organizado, com destaque para o narcotráfico e a cultura discriminatória e militarizada da atuação policial nas periferias das grandes cidades. As mortes diárias de jovens negros nos bairros de Salvador, especialmente nos subúrbios, por exemplo, expressam esta realidade” comenta a assessora, que acompanha o Projeto Juventude Cidadã, desenvolvido com redes de jovens do subúrbio de Salvador.

Com a chamada “Mobilizando Recursos Locais” a CESE espera beneficiar projetos para a juventude, adolescência e infância em todas as regiões brasileiras.

Fonte: Pauta Social

comments powered by Disqus