Você está aqui: Página Inicial Notícias Escola Formare qualifica e especializa jovens de baixa renda

Escola Formare qualifica e especializa jovens de baixa renda

27/05/2011

Com o objetivo de preparar os jovens para o mercado de trabalho a Escola Formare, desenvolvida pelo Instituto International Paper (IIP) em parceria com a Fundação Iochpe, é ampliada e alcança os municípios de Luiz Antônio, Pradópolis e Guatapará, localizados no interior de São Paulo.

O programa começou há dois anos na fábrica da IP em Mogi Guaçu (SP). As ações auxiliam jovens de baixa renda das comunidades onde se situam as unidades da International Paper, oferecendo qualificação e especialização para a obtenção do primeiro emprego, e preparando-os para o exercício da cidadania.

Somente na primeira turma, que encerrou suas aulas no final do ano de 2010, 40% dos alunos já estavam empregados após a formatura. O curso, com duração de 10 meses e que beneficia, em cada turma, 20 estudantes, inclui disciplinas como: medição e desenho mecânico, organização industrial e comercial, inglês, meio ambiente e processo industrial de papel e celulose, finanças, comunicação, saúde e segurança, entre outros. As aulas são ministradas por voluntários da International Paper em sala montada dentro da fábrica.

Os estudantes recebem, além da bolsa de estudos, os mesmos benefícios oferecidos aos profissionais da empresa, como transporte, refeição, plano de saúde e odontológico. Ao final do curso, os jovens adquirem um certificado de iniciação profissional reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação), e concluem a Escola Formare com a formação de “Assistente de Operações Industriais”.

Os requisitos para participação do processo seletivo de alunos são: ter 17 ou 18 anos, estar cursando a 2ª ou 3ª série do ensino médio, em 2011, residir em Luiz Antônio, Pradópolis ou Guatapará e não estar cursando ou ter formação em nível técnico. Além disso, não ser filho, irmão ou dependente de profissional da International Paper e ter renda familiar mensal de até meio salário mínimo, por pessoa.

O processo seletivo é  composto por uma prova, dinâmica, entrevista e visita domiciliar.

Fonte: Pauta Social

comments powered by Disqus