Você está aqui: Página Inicial Acervo Edição 21 Brasil lidera economia da cultura mobilizando as juventudes

Brasil lidera economia da cultura mobilizando as juventudes

Com o maior saldo positivo, entre os países de América Latina, no comércio exterior de produtos e serviços ligados à cultura, Brasil busca consolidação mundial como potência cultural.

11/08/2011

11/08/2011

O Brasil é o país da América Latina com o maior saldo positivo no comércio exterior de produtos e serviços ligados à cultura. Em 2008, as exportações brasileiras superaram as importações em US$ 1,74 bilhão, segundo o Relatório de Economia Criativa de 2010, publicado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Dos 13 países da região com maiores fluxos comerciais nessa área, apenas quatro registraram superávit: Peru (US$ 251 milhões), Argentina (US$ 55 milhões) e Bolívia (US$ 4 milhões), além do Brasil. Os maiores déficits são de Venezuela (US$ 2,19 bilhões) e México (US$ 1,51 bilhão).

Entre 2003 e 2008, o Brasil aumentou tanto o volume de exportação quanto o de importação de bens e serviços ligados à indústria criativa. O ramo abrange de áreas mais tracionais da cultura como música, TV, cinema e artes plásticas, até artesanato, comunicação, design, arquitetura e itens ligados às novas tecnologias.

O grande responsável pelo resultado brasileiro foi a área de serviços, cujo superávit saltou de US$ 477 milhões em 2002 para US$ 2,24 bilhões, em 2008, segundo o estudo, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).
Carnaval

O estudo afirma que o Carnaval é um dos principais impulsionadores da indústria criativa no Brasil. O impacto se dá pela "produção direta de artigos e performances gravadas para a venda para a população local e aos turistas, e pelos efeitos indiretos dos gastos dos turistas cujas visitas foram estimuladas pelo Carnaval", aponta o texto.

A festa ajuda ainda a desenvolver as habilidades dos artistas locais, e impulsiona a venda de produtos e de negócios elaborados por conta da celebração. Uma pesquisa, mencionada no estudo, sobre a cadeia associada ao Carnaval no Rio de Janeiro aponta que a festa, com retorno anual estimado em US$ 600 milhões, emprega quase meio milhão de pessoas e tem impacto direto e indireto na economia da cidade e do estado.
Cinema

Outra contribuição para o aumento das exportações de cultura foi a retomada da produção cinematográfica na América Latona, principalmente na Argentina, no Brasil e no México. Porém, o relatório avalia que os filmes nacionais continuam lutando por um espaço na tela com os grandes sucessos estrangeiros e raramente ficam entre os dez mais vistos nos países.

A novela é outro produto que ajuda a impulsionar a economia criativa latino-americana. "Na produção televisiva, há casos de sucesso, como a Televisa, no México, e a TV Globo, que são os maiores exportadores de programas de televisão – em sua maioria, novelas – para mercados mundiais", diz o texto.
Potencial educativo

No campo das ações envolvendo cultura e juventude, as manifestações de grupos e organizações juvenis mostram enorme potencial de estimular processos educativos, abrindo caminhos para o crescimento pessoal dos jovens e sua inserção social e econômica. "Para muitas dessas organizações e as comumidades envolvidas, as atividades artísticas e culturais desenvolvidas representam novas formas de geração de renda”, diz a pesquisadora Angela Nogueira, coordenadora do Mapeamento de Experiências Sociais com Arte e Cultura e da Mostra Brasil (www.juventudearte.org.br), parte do programa Juventude Transformando com Arte, conduzido pelo Centro de Estudos de Políticas Públicas (CEPP).

Angela assina o ensaio “Mapa da Expressão”, sobre arte, cultura e juventude, na última edição da revista Onda Jovem, ao lado da economista Beatriz Azeredo, diretora do CEPP e do Instituto Desiderata, ambos sediados no Rio de Janeiro. De acordo com as autoras, os grandes centros urbanos concentram as expressões artísticas juvenis, mas elas florescem pelo País afora, em todas as regiões, mobilizando os jovens, resgatando valores, saberes e tradições, fortalecendo a cultura local e contribuindo de formas diversas para a ampliação do acesso dos jovens às manifestações artísticas e culturais, e a espaços de formação e capacitação.

“Pode-se ousar dizer que estas experiências representam um dos componentes mais inovadores no terreno das políticas públicas no Brasil e das ações da sociedade civil organizada. As diversas estratégias, arranjos institucionais e metodologias em curso apontam caminhos vigorosos de envolvimento da juventude, tanto pela sua força mobilizadora, pelos processos formadores a elas associados, como também pelo seu potencial econômico”, afirmam as especialistas.

Mostra e mapeamento

O CEPP – Centro de Estudos de Políticas Públicas criou em 2005 o Programa Juventude Transformando com Arte, para identificar, fortalecer e divulgar grupos e instituições que trabalham com arte e cultura, envolvendo jovens, com foco na transformação social. Para isto, há duas ações principais: a Mostra Brasil Juventude Transformando com Arte e o Mapeamento de Experiências Sociais com Arte e Cultura.

A Mostra Brasil abre espaço para a divulgação da produção artística de qualidade destes grupos, com a oferta de condições técnicas profissionais de excelência em um teatro de grande porte no Rio de Janeiro. Na terceira edição, em agosto de 2010, a Mostra reuniu, em três noites de espetáculos, 430 participantes vindos de grupos das diferentes regiões do País.

Já o mapeamento busca dar visibilidade a estas experiências de outra forma. Trata-se de construir um mapa das iniciativas sociais com arte e cultura envolvendo jovens no Brasil. A pesquisa, que integra na equipe jovens dos estados pesquisados, teve início na região Nordeste e se estende agora à região Sudeste, com o registro, até o momento, das experiências dos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo. Os resultados fazem parte do Banco de Experiências Sociais com Arte e Cultura, uma referência sobre o trabalho desses grupos para todos os que atuam na área de juventude, arte e cultura e transformação social.

O banco de dados está disponível para consulta no site do Programa Juventude Transformando com Arte (www.juventudearte.org.br) e permite a busca, por meio de filtros, em cada estado.


Fonte: Onda Jovem/ Aprendiz/ PNUD