Você está aqui: Página Inicial Acervo Edição 18

Edição 18

09/03/2012

Ler e Escrever

Data de Circulação: 01/03/2010

Jogos criativos de escrita

Duas novas oficinas de Luiz Antonio de Assis Brasil, professor e autor literário, para envolver os jovens com a produção de textos na escola

Laboratório de escrita

Luiz Antonio de Assis Brasil sugere minioficinas para envolver os jovens com a produção de textos criativos na escola.

“Se eu não tivesse paixão, não teria talento”

A frase é da escritora, cronista e roteirista carioca Adriana Falcão, que deixa aqui um conselho aos jovens: nunca fazer nada mais ou menos, sem paixão e entrega

A transformação pelo texto

Alunos do ensino médio contam como os hábitos de ler e escrever afetam suas vidas, na escola e fora dela

Acesso limitado

A gestão das bibliotecas e a mediação da leitura inadequadas afastam alunos dos livros

As leituras do mundo

Muito além da alfabetização, ler e escrever são competências com lastros na realidade do jovem

Desempenho com arte

Quatro projetos aproveitam o potencial integrador e sensibilizador da arte para fomentar a escrita e a leitura na escola

Novas Cartilhas

Professores de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia renovam os métodos para conduzir seus alunos pelo universo da leitura e da escrita

Oficina literária

Escritor e ministrante de oficinas de produção de textos criativos, o professor Luiz Antonio de Assis Brasil faz uma reflexão sobre a pertinência dessas oficinas na escola

Palavras on-line

Quatro estudantes de diferentes regiões do Brasil debatem a leitura e a escrita no universo digital

Processando símbolos

No ápice da escala de complexidade das funções cerebrais, a leitura e a escrita são processos que transformam o próprio cérebro

Qual letramento?

O excesso de pragmatismo no aprendizado da língua, com foco no mundo do trabalho, pode empobrecer as relações do estudante do ensino médio com a cultura